Jogada Ensaiada


nem sempre cabe mais um
quarta-feira, 28/11/2007, 12:06 pm
Filed under: Vídeos | Tags: , , , , ,

Homenagem ao excelente repórter Tino Marcos:

Realmente, Tino, não cabia mais ninguém. Só não precisava levar o menininho junto.



copa brasil 2014: o que já é bom pode ser muito melhor
quinta-feira, 01/11/2007, 6:05 pm
Filed under: Textos | Tags: , , , , , ,

Na última terça-feira, dia 30/10/2007, o presidente da FIFA, Joseph Blatter, anunciou oficialmente o que todos já sabíamos: o Brasil será o país sede da Copa do Mundo de 2014. Excelente notícia para todos nós, brasileiros e amantes do futebol, que começamos nesta tarde uma contagem regressiva de aproximadamente 2435 dias para o início do evento.

A organização de uma Copa do Mundo é uma oportunidade ímpar que surge no caminho de um país como o Brasil, em desenvolvimento e à procura de uma posição de destaque no cenário econômico mundial. Um evento de porte gigantesco como este atrai investimentos internos e externos, e, com uma fiscalização eficiente nas verbas públicas a fim de evitarmos os recorrentes Ali-Babás, o sucesso deste evento está praticamente garantido.

Hoje li um artigo escrito por Amir Somoggi, consultor e professor de Marketing e Gestão no Esporte, publicado no Correio Braziliense, com o qual concordo plenamente. O Brasil deve buscar muito mais do que apenas o sucesso de 30 dias no evento. Não basta reformarmos e construirmos estádios maravilhosos para a Copa do Mundo se for para os mesmos virarem elefantes brancos após o torneio. Não basta lotarmos os estádios na Copa para termos uma média de público cretina como estamos habituados a ter no Campeonato Brasileiro. Não basta termos faixas exclusivas e metrônibus temporários circulando durante o evento no lugar de uma ampliação da rede de transportes, principalmente do metrô subterrâneo. Não basta colocarmos o exército na rua para, terminada a Copa, o caos urbano e a insegurança voltarem a reinar.

A Copa do Mundo 2014 é uma grande oportunidade que temos de mudar o futebol brasileiro. De mexer com o comportamento e os hábitos de consumo do torcedor brasileiro, tratá-lo com mais respeito, oferecendo conforto, segurança e mais oportunidades de lazer nos jogos. Está na hora de mudarmos o conceito. Quem vai ao estádio não é apenas torcedor, é cliente. Sem este cliente não existe futebol. É ele que compra o ingresso, que compra o pay-per-view, que compra a camisa oficial do clube. E há alguns bons anos o torcedor está afastado dos estádios, que abrigam os momentos mais emocionantes da relação entre ele e o clube. Então é essencial que grandes clubes como Flamengo, Corinthians, São Paulo, Vasco da Gama e todos os outros se dêem conta que o legado da Copa ficará para eles, e, junto à CBF e através do Clube dos 13, comecem a se adequar para esta que pode ser uma nova era do futebol brasileiro.

O Brasil tem 7 anos para organizar o Mundial. São 2 anos a mais do que o Rio de Janeiro teve para organizar o Pan. 7 anos. É muita coisa. É necessário, porém, que se comece a trabalhar desde já. É preciso que as pessoas no poder se mobilizem, independente de continuarem ou não no poder em 2014. O Mundial 2014 precisa ser uma das prioridades, com investimentos condizentes com o evento e com a criação de condições excelentes para a iniciativa privada, sem a qual a Copa não será possível de se realizar.